.Pesquisar

 

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Fashion & Imago Styling L...

. Fashion Journalism

. Fashion Jornalism

. Fashion Jornalism

. Fashion & Imago Styling P...

. Fashion Journalism

. Fashion & Imago Styling P...

. Fashion & Imago Styling P...

. Fashion & Imago Styling L...

. Fashion Journalism

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

.tags

. todas as tags

Terça-feira, 3 de Janeiro de 2012

Workshop Celebrity Styling // Benedita Paes

 

Pequena introdução ao curso:

 

Os modelos de vestidos exibidos na red carpet tornaram-se objectos de desejo de muitas mulheres. E como, infelizmente, nem todas podem desfilar um legítimo Armani, Dior ou Elie Saab, a alternativa é procurar uma costureira muito boa e talentosa e pedir-lhe para que ela reproduza a peça, neste caso um vestido de noite.

 

Será que isso realmente funciona?

Antes de partir para a realização de um sonho de ter um vestido glamouroso existem alguns pontos que devem ser levados em consideração. Todos os vestidos que passam pelo tapete vermelho são de alta costura. Isso significa que são peças exclusivas, de muitíssima qualidade, feitas sob medida e por profissionais altamente talentosos. Certamente todos esses detalhes tornam o modelo difícil de reproduzir. Eles nunca são fáceis de copiar, todos têm cortes complexos e levam meses para ficarem prontos!!!

O primeiro passo para ter um vestido maravilhoso é encontrar uma costureira talentosa. Lembro-vos que o tipo de tecido é a peça-chave para conseguir que este tenha um bom cair. Cada modelo pede um tecido, que pode ser desde a mousseline, ao crêpe, cetim, tafetá, renda, tule, organza entre outros. No caso da renda o ideal é usar renda pura. O tecido deve obrigatoriamente ser natural, nada de sintético.

Para não correr o risco de fazer um erro e para que não haja imperfeições, uma dica: não modifique nada do modelo original. Para modificar qualquer coisa terá que mexer em toda a sua estructura no corte, e isso será mais complicado. Talvez, para mexer em qualquer coisa, sugiro então que seja só no comprimento.

 

Não podemos esquecer que essas peças são feitas exclusivamente para certos eventos, neste caso, para as actrizes e celebridades que sofrem para manter a linha. Por isso, devemos tomar cuidado para não darmos um tiro no próprio pé. Todos os vestidos são, na minha modesta opinião, para mulheres um pouco mais magras que se situem entre os tamanhos 36 e 40.

Alguns modelos acentuam algumas imperfeições. Tome cuidado com as gorduras nas costas, elas nunca devem aparecer, para isso temos sempre os famosos bodys. Mulheres magras, no entanto sem cintura e que são ou têm um tipo de corpo rectangulo invertido, ex: (Charlene do Mónaco) ficam muito bem com modelos de duas peças. Se este for o seu perfil, recomendo peças separadas.

Espero que gostem desta minha dica... e be always beautiful!!

 

 

Benedita Paes

 

 

Peça mais informações através do 210 990 399 ou envie-nos um email para info@creativeacademypt.com

publicado por Creative_Academy às 10:57

link do post | comentar | favorito
|